quinta-feira, 29 de novembro de 2012

"Secreto Talismã"
















Disponta o Sol com raios prateados cintilando docilmente!
Uma pequena fresta adentra em meu quarto pela amanhã!
As brilhava como mágica com um forte brilho dourado,
Desordenada nitente descobrem meu secreto talismã.

Sem hesitar me agarro ao meu secreto talismã, obstinada!
Vai surgindo as lembranças de você que já haviam ido embora!
Mais ao tocá-lo sinto uma enegia que vem de dentro d"alma!
Que me regula, ao mesmo tempo astuciosa me ignora.

Grito acima do vento! Chamando por você!Volta meu amado!
Olho para o Céu procurando você entre as nuvens! Desiludida!
Desesperada, te vejo como um vulto opaco, desolado...Perdido,
Agarro-me ao secreto talismã, pedaço de tu" alma na minha vida.



                                                                            Maria Machado