domingo, 25 de novembro de 2012

" Anjo de Gelo"




















Sem o eco de tua voz, sem o afago de tuas mãos,
Sem o calor de teus beijos, sinto-me em órbita!
Perdidamente auzente de mim, sem teus abraços,
                Simplesmente morta.

        Perco-me em meus pensamentos!
Deixo-me levar por uma sensação de te ter-lo,
Mais teu toque não tem chispa de fogo,não me aquece!
Tua gélida figura respingando, ES apenas um anjo de gelo.

O infútunio e desespero,trás uma sensação de perda!
De repente vejo nitída e fúnebre imagem de seu rosto,
Que faz meu coração escorrer pelo os meus olhos,
Com a absoluta estranha certeza, que já estás morto.


Maria Machado