domingo, 3 de novembro de 2013

"Corvo Negro"






















Banhada pela aurora, com o coração lavrado em chama!
Insistentemente procurando incansável... Por ti meu amado
Insisto-me por que sinto que meu coração só ati... Ama!
Mesmo que silêncio d"alma esse coração ame-te calado.

Procurando por tua boca vulcânica com labaredas, e libido!
Cadê! O arrobo estonteante que me deixava enternecida?
Por onde andas aquele afável abraço, do anjo mais querido?
Que um dia jurou amar-me... Amar-me, por toda minha vida?

Cadê!  Teus olhos vítreo que me despiam descaradamente?
Cadê! O gazebo sem luxuria que nos aconchegava febris?
Isolado estás?Meu coração sedento chora miseravelmente!
Por ti sim, por que ES o eterno amor que sempre me fez feliz.

Meu rosto lívido, envolto ao corvo negro, vejo tudo enegrecer,
Com a alma dilacerada, uma dor latente faz-me desnorteada
Neste solo gélido lodoso com tapumes, não as vejo mas você,
Que às dorme no leito sepulcral, a espera de sua... Amada.



(Obs) Imagem do Google.                  Maria Machado