segunda-feira, 11 de março de 2013

" Gotas de Desgosto"

As nuvens negras distorcem meu brusco pensamento!
Em tempo real determinado minha solidão me amedronta,
Entre gemidos dolorosos pertinazes você me chama outra vez!
De longe eu ouço teu chamado, onde o primeiro Sol desponta.

Sei que é você...Ouço seu sussurro de emediato corro para ti!
Vejo teu rosto sorrindo com o mesmo semblante nada mudou,
Num violento abraço um impulso beijamos com entensidade,
Com uma furiosa e árdua paixão, que o tempo não apagou.

Numa felicidade sem igual inebria minha alma com arrobo!
Um sentimento atordoado me leva alem da imaginação,   
Contracenamos extasiados nossos corpos tórridos os queimam,
Unificados um ao outro...Numa incandescente foqueira de paixão.

Acordei-me com uma lembrança de um lindo sonho de amor,
Sôfrega com uma torrente de lágrimas em meu rosto,
Elas falavam por mim, pela minha dor refletida...
Em minha face molhada...Com gélidas gotas de desgosto.  



                                                                                    Maria Machado