terça-feira, 19 de março de 2013

" Embaixo do Arco-íres"


Nas asas do vento, vou a um lugar paradisíaco!
Muitas flores e borboletas, e um lindo Céu azulado
Junto a mim os passarinhos cantarolavam lindas melodias
Uma brisa suave trás de volta momentos lindo do meu passado.


Caminhava por um jardim florido, por entre rosas brancas!
Perto da li uma senda se abria... Logo adiante estava você,
Regado pelo o orvalho, exalando o aroma de todas as rosas
Embaixo do arco-íres... Um corpo sedento por...  Prazer.

Felinamente às pressas vou até você com uma fúria obstinada!
Voluptuosos desejos despertam uma fera adormecida...
Sentindo tuas mãos acariciando-me com ardências n"alma,
Teus lábios deslizando em meu corpo... Deixando-me ensandecida.

Adentramo-nos no mais escabrosos ato de amor insano, e absoluto!
N"um lugar paradisíaco florido e exótico, nos amamos maliciosamente  
EU e TU  em êxtase, alucinados um amor incondicional... Voraz!
De imediato o impetuoso vento esvai meu sonho voejante e fremente.



                                                                                                   Maria Machado