sexta-feira, 2 de março de 2012

"Tão Tudo,Tão Especial,Tão Meu"

Nas profundezas de dentro de minha alma,
Aquele momento impuro,só existia solidão,
Veio de dentro de ti,um inesperado sentimento,
Que sem resgate,confinou-se dentro do meu coração.

D'Ância consistente firme,relutante,
Destaca-se o ser! Tão tudo,tão especial,tão meu,
No extremo absoluto, obtive o impossivél,
Sem resgate,meu coração,confinou-se com o seu,

O tempo pérfido desolava meus instintos,
Segurei-te por entre os dedos,enternecida,
Com a pertinância obsessiva de ti ter-lo,
Aquecido e confinado na minha vida.

Atrevida paixão sem escape  resplandecia,
Recôndito ser! Tão tudo,tão especial,tão meu,
Recendia prostéro com ato mais isano,
Sem resgate,meu coração, confinou-se com o SEU.



                                                                      Maria Machado: