sábado, 27 de julho de 2013

"Doce Quimera"
















Anjo travesso...Que cavalga na noite em doce quimera
Na ilusão do tempo, sou arrebatada por estrelas aladas
Flutuei junto ao crepúsculo nitente, antes do Sol despontar!
Ouvindo a orquestra do coração, junto à faiscância das fadas

Com a travessura de Zeus, dançamos juntos entre relâmpagos e trovões
Chovendo fagulhas de ouro,que abrilhantavam o romper da  alvorada
Aquecida em suas asas com tênue desejo voluptuoso com ápice carnal,
Saciei-me, em teus beijos, adentrei em tua alma, por tua boca beijada

Silenciei-me, ao ouvir sua respiração inacabada que me extasiava
Bateu um arrepio que demoliu as palavras que fugiram apressadas
Nem o decrépito tempo arranca teu corpo do meu que me ama absoluto
Voejo na tua sede bebo o amor do teu libido, sou amada,sou tua amada

Mergulhas em meus pensamentos me toma meu corpo com esmero,
Na quietude de densas brumas, voejamos unidos num só coração!
Juntos as estrelas aladas finitas sem memória que foge no arrebol,
Deixam-nos a sóis para amarmos enquanto fenece um lindo dia de verão.



 
 (OBS)Imagem do Google                       Maria Machado