domingo, 17 de fevereiro de 2013

" Eterna Menina"


Conheci...Teu encanto quando sonhávamos juntos,
Seu amor foi forte e profundo, que arrancou do meu peito a dor,
Amei-te numa noite linda, vi as estrelas sorrirem para nós!
Sem nada dizermos um ao outro nos amamos com fervor.

Em segundos me levastes ao paraíso, onde nunca havia sonhado,
Vi tuas lágrimas escorrerem em teu rosto feito chuva fina,
Você dizia que meu amor seria uma relíquia eternizada, seria seu!
Que eterno seria, não teria fim, eu seria sua eterna menina.

Foram momentos em êxtase profundo e absoluto!
Fizestes nascer em mim um sentimento absurdo devorador,
Fazia parte de nossos desejos carnais abomináveis fora do normal!
Eu te amei num instante devorei tua alma em delito profanador.

Suguei-te em minha boca tua saliva desceu pela garganta enfurecida!
Estive dentro de ti a sóis contigo em instante de voluptuoso atrevido,
Louca de amor despir-me para ti enquanto o sol dormia pasientimente,
Relaxei-me no teu calor, morri no teu amor gostoso e desmedido.


                                                                                  Maria Machado