terça-feira, 21 de agosto de 2012

"A-E-I-O-U: AS VOGAIS DO CORNO"

 (A)

Azarento é o corno caranguejo,
Além de chifrudo,só anda de lado,
Corno alce,carrega a galhada,
Por sua mulher ele é "coroado".
(E)
Estressado é o corno, jacaré,
Choca de longe e leva a pior,
Corno mucura,não solta a galinha!
Corno gibóia,corno cego,corno mocó.

(I)
Irritante é o corno, orgulhoso,
Quando tá com a mulher,mal pisa no chão!
Corno urubu,vive com a cabeça no espaço,
O corno biblioteca,é tanto chifres,faz coleção.
(O)
Otário é o corno bola mucha,
Vive enfrente a TV assistindo futebol,
A mulher se disfarça aproveita sua distração,
O chifre do corno cresce e enrola igual caracol.
(U)
Último é o corno cornúpeto defunto!
Ainda quente no caixão,a viúva sai a caça!
Nos pêsames,já procura sua vítima,
Em todos homens que ela abraça.
Na quele que ela senti atração!Esse ela traça.




                                Maria Machado: